Adolescente envolvido em assassinato de jovem em Águas Claras se entrega à polícia - DF Urgente

Publicidade

Últimas notícias

Home Top Ad

Post Top Ad

Responsive Ads Here

sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Adolescente envolvido em assassinato de jovem em Águas Claras se entrega à polícia


Paulo Henrique Rocha Ribeiro,18 anos,
é acusado de participar do homicídio e deve
ser preso nesta sexta-feira, segundo a polícia 
Divulgação / PCDF
O segundo menor acusado de participar do assassinato do jovem Leonardo Monteiro, de 29 anos, na noite desta quarta-feira (29), após reagir a um assalto na porta do prédio onde morava em Águas Claras (DF), se entregou à polícia segundo a Divisão de Comunicação da Polícia Civil do DF.

O adolescente confessou à polícia que atirou em Leonardo. Ele foi transferido para a Delegacia da Criança e do Adolescente de Taguatinga, após sair de São Sebastião onda estava escondido. O jovem disse que tomou a decisão de se entregar após saber que o amigo, também menor, foi preso.

A polícia agora procura o terceiro envolvido identificado como Paulo Henrique Rocha Ribeiro, de 18 anos. Ele deve ser preso ainda nesta sexta-feira (31), segundo a polícia.

O carro que eles utilizaram para cometer o crime também foi apreendido. A prisão do primeiro adolescente foi realizada em São Sebastião (DF), após denúncias de moradores.
Monteiro voltava da academia quando foi abordado por dois homens armados que queriam levar o veículo, mas ele reagiu e foi baleado no pescoço ainda dentro do carro.

Amigos e familiares do jovem criaram um perfil no Facebook para marcar um protesto contra a violência na capital federal. Um dos organizadores do evento, Tiago Juruna, conhece os pais da vítima e junto com Ana Paula Leite, do Grupo Mães Amigas de Águas Claras, colocou a ideia em prática nas primeiras horas do dia.
— A concentração vai ser às 9h deste sábado no portão da faculdade Unieuro de Águas Claras. Vamos sair às 9h30 em marcha até a rua 34 norte, residencial Real Flat, prédio onde o Léo morava.

Os participantes, vestidos de branco, devem fazer uma oração no local e depois ir até a residência oficial do governador do Distrito Federal com faixas e cartazes pedindo mais segurança.

— Vamos fazer isso pelo Leonardo e pelo futuro dos nossos filhos, do nosso País.

Do R7

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here