SACANAGEM ! AMEAÇA À LIBERDADE NA INTERNET. GALERA LEIAM ISSO. - DF Urgente

Publicidade

Últimas notícias

Home Top Ad

Post Top Ad

Responsive Ads Here

quarta-feira, 12 de março de 2014

SACANAGEM ! AMEAÇA À LIBERDADE NA INTERNET. GALERA LEIAM ISSO.

A Câmara dos Deputados pode votar nesta quarta-feira (12) o Marco Civil da Internet. Caso aceitem defender os interesses das empresas de telecomunicações e radiodifusão, os políticos podem restringir a liberdade dos internautas. Algumas partes do projeto pretende permitir que as operadoras de sinal de internet limitem o conteúdo dos usuários. Na prática, quem pagar mais teria o melhor pacote de dados. Quem não tiver dinheiro para comprar o melhor pacote pode perder o direito de ver vídeos, acessar redes sociais, sites de buscas ou acompanhar transmissões ao vivo de áudio e vídeo. Funcionária como é a TV por assinatura, quanto mais o cliente paga mais canais disponíveis ele tem. Um trecho sugere "tratamento diferenciado a vídeos em tempo real (streaming) ou mesmo a utilização de voz sobre IP (VoIP), como Skype". Já o parágrafo 1.º do artigo 9.º do projeto - justamente o artigo que trata da neutralidade - abre espaço para a interferência do governo na rede. O texto aceita que haja "discriminação ou degradação do tráfego", feita por decreto, em razão de "requisitos técnicos indispensáveis à prestação adequada dos serviços e aplicações" e de "priorização a serviços de emergência".A neutralidade da rede é a proteção a liberdade e igualdade no conteúdo disponível na internet para todos os usuários. Atualmente, ao contratar o serviço de internet, o usuário paga apenas pela velocidade do sinal que recebe, mas não existe restrição de conteúdo. Após as denuncias de espionagem dos Estados Unidos sobre os brasileiros, o governo decidiu apressar a votação. O Marco Civil da Internet é uma espécie de constituição do espaço virtual. Pode proteger os dados dos usuários e impedir que eles sejam repassados sem autorização para empresas de publicidade, lojas e outras organizações. Mas por outro lado a operadores de telefônia (GVT, Claro, Net, Globo, Vivo, Oi, etc) tentam usar o projeto de lei para limitar o conteúdo para quem pagar mais e aumentar seus ganhos. Com isso a liberdade na rede fica ameaçada. Foto: reprodução.
 
Por Renato Souza 
 
WELLINGTON MARTINS DA ESTRUTURAL

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here