Crime virtual - DF Urgente

Publicidade

Últimas notícias

Home Top Ad

Post Top Ad

Responsive Ads Here

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Crime virtual

Crackers da Europa podem ter roubado até R$ 3 bilhões de vários bancos do mundo. Ataques realizados pela internet desviaram o dinheiro de organizações bancárias de 30 países, inclusive do Brasil. Para invadir os sistemas os crackers utilizaram malwares que se infiltraram nos computadores dos bancos em busca de fraquezas nas operações diárias. Uma vez que instalada, a praga virtual permite aos criminosos controlar totalmente os computadores, o que pode ter contribuído para a elaboração dos crimes. Usando vídeos possivelmente gravados na tela dos PCs comprometidos, os criminosos conseguiram analisar toda a rotina das instituições em busca de vulnerabilidades. Mesmo com a qualidade ruim de vídeo as informações foram suficientes para que os criminosos acessassem o sistema do banco e desviaram o dinheiro para contas fantasmas. O grupo Carbanak ainda alterou as bases de dados e os saldos de uma série de contas bancárias, embolsando a diferença sem que o dono da conta jamais tivesse o conhecimento. Eles também programaram caixas eletrônicos para emitir notas em momentos específicos, sem ter que interagir fisicamente com o terminal. Durante a ação, pessoas contratadas recolhiam o dinheiro e o transferiam para as contas dos criminosos. Os roubos ocorreram na Russia, nos EUA, Alemanha, China e Ucrânia, Brasil e em partes da Ásia, Oriente Médio, Africa e Europa. Os nomes dos bancos onde ocorreram os desvios não foram divulgados ainda.

Por: Renato Souza

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad

Responsive Ads Here